Curta a nossa página
18/07 02h20 2017 Você está aqui: Home / Lauro de Freitas Portal Abrantes Imprimir postagem

Transtornos das obras do metrô serão minimizados pelos benefícios de um transporte seguro e de qualidade, afirma Moema.

“A população precisa compreender que os transtornos das obras são temporários, mas os benefícios após a implantação do novo modal em Lauro de Freitas serão sentidos por muitos anos por todos que utilizarem o metrô, um transporte seguro, confortável e rápido”, conclamou a prefeita Moema Gramacho durante coletiva de imprensa, realizada no Restaurante Popular na manhã desta segunda-feira (17). A coletiva foi convocada para esclarecer sobre os impactos que a obra do novo sistema de locomoção acarretará para o fluxo do trânsito no local e apresentar alternativas para minimizá-los. 

A Estação aeroporto tem previsão de conclusão até o final deste ano e de acordo com o presidente da CCR Metrô (concessionária responsável pela construção e operação do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas) Luís Valença, reduzirá o tempo de permanência dos usuários dentro de veículos. O trajeto Estação Aeroporto (entrada de Lauro de Freitas) ao Iguatemi será feito em menos de 25 minutos. “Hoje nós temos 40 trens em operação o que significa 100% da nossa meta concluída nesse sentido”, destacou ele. A empresa garantiu o direito de administrar o metrô por 30 anos, através de concessão por meio de uma Parceria Público Privada (PPP) com investimentos da ordem de R$ 5,6 bilhões. 

Eduardo Capello, presidente da Companhia de Transporte da Bahia (CTB), presente à coletiva, destacou que o sistema metroviário Salvador/Lauro de Freitas é o maior conjunto de obras de mobilidade planejada em Regiões Metropolitanas do Brasil. O metrô, principal instrumento deste conjunto, já é uma das obras mais rápidas da América Latina.

UMA NOVA PAISAGEM
Na entrada de Lauro de Freitas já é possível notar o avançado das obras da linha 2. A Estação Aeroporto está em fase de conclusão, com 75% da cobertura instalada e as primeiras intervenções no viário acontecem na área entre o final da Avenida Carybé e o trecho inicial da Estrada do Coco (atualmente avenida Santos Dumont), incluindo um redesenho das vias e a construção de viadutos e pontilhões. No momento estão sendo realizadas obras de alargamentos das pistas na área do Viaduto 2 de Julho.

Ainda de acordo com Valença, os trilhos do Sistema Metroviário serão instalados em parte da atual pista no sentido Salvador e os alargamentos permitirão remanejar o fluxo de veículos para a execução das etapas seguintes. A quantidade de faixas nas vias não será alterada.

A pista que liga o Bambuzal a Santos Dumont, conhecida como Rua das Locadoras, será alargada. No local será construído o terminal que vai fazer a ligação entre o Aeroporto e a estação do metrô. O gestor de projetos da CCR, Maurício Yamamoto, explicou que por conta do desenho das vias não foi possível a interligação direta com o sistema aeroviário, mas foram desenvolvidas alternativas como, por exemplo, a disponibilização de ônibus exclusivos com pisos rebaixados para facilitar a locomoção com bagagens. A via será interditada parcialmente e ganhará ponte de acesso.

Na Avenida 2 de julho, que liga a Santos Dumont ao Centro de Lauro de Freitas,  será construído o estacionamento dos trens. A partir do dia 21, essa pista será interditada para a construção de um novo viaduto, com previsão de conclusão em três meses. Nesse período, um desvio provisório de 400 metros permitirá o fluxo de veículos no local. 

De acordo com o secretário municipal de Trânsito, Transporte e Ordem Pública (SETTOP), Olinto Borri, estudos de engenharia de tráfego foram realizados em parceria com a CCR para minimizar os impactos das intervenções. “Por conta disto estamos transferindo a base de trânsito da SETTOP para a entrada de Lauro de Freitas no intuito de orientar melhor os condutores quanto as alternativas que foram criadas”, disse. Borri também sugeriu que neste período de obras, o condutor utilize outras saídas da cidade como alternativa. “Quem estiver em Vilas pode sair por Ipitanga ou quem estiver em Areia Branca pela Parafuso, por exemplo”, ilustrou.

O conjunto de obras prevê ainda, a construção do acesso ao Terminal Aeroporto, principal ponto de integração dos ônibus com o metrô na região. Com 13 mil metros quadrados de área, o terminal será interligado à futura Estação Aeroporto do metrô por meio de uma passarela que se estende no sentido inverso até a entrada de Itinga. O equipamento oferecerá acessibilidade de ponta contando com elevador, escadas rolantes e fixas. 

Segundo Moema, os usuários terão o deslocamento facilitado, podendo utilizar até dois meios de transportes pagando apenas uma passagem. “Faremos a integração sim”, frisou ela. O terminal terá capacidade de atender 105 mil passageiros por dia e até 70 ônibus por hora. 

O Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, que até pouco tempo era sonho para a população, agora já conta com duas linhas, 42 km de extensão, 23 estações e 10 terminais de ônibus integrados. Cada trem pode transportar mil passageiros por dia e operar com intervalo de três minutos.

 

 

ASCOM 


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.